Milhares na City Stage do SATA

Correu-se na passada noite a City Stage que se seguiu à apresentação das equipas nas Portas da Cidade de Ponta Delgada. Pode resumir-se a noite de rali como um sucesso mas com (bastantes) arestas para limar.

Milhares de espectadores esperaram estoicamente até perto da uma da madrugada para ver os pilotos mais rápidos que fizeram valer o tempo de espera com muito espectáculo. Ainda assim, vários foram os pilotos a queixar-se do adiantado da hora até porque muitos não se conseguirão deitar antes das 2 da manhã e com muito poucas horas de sono terão que afrontar o shakedown daqui a pouco, pelas 7h30.

A apresentação das equipas prolongou-se no tempo e a dada altura, depois da passagem dos homens do Troféu de Ralis de S. Miguel, ficou-se com a ideia que o vídeo que passava no ecrã gigante se destinava a esperar que a bancada VIP, teimosamente vazia, se compusesse… Daí até ao arranque da City Stage com 39 minutos de atraso foi um pequeno passo.

Apesar de não contar para a classificação, a prova foi cronometrada mas os tempos nada dizem porque houve imensos enganos de percurso, uns propositados, outros nem por isso, havendo mesmo quem se tenha dedicado a fazer mais “dónuts” do que aqueles que estavam estipulados . A organização atribuía penalizações a quem se enganava no percurso mas mesmo assim, não é líquido que os resultados finais reflictam com precisão todos os enganos de percurso. Para a história, Bruno Magalhães fica com o registo mais rápido.

Francisco Veloso - Fórmula Rali
Foto de Francisco Veloso