SFR Motorsport com final inglório!

A primeira etapa do IRC e do Campeonato de Portugal Ralis já terminou, com a edição de 2012 do Sata Rally Açores. A prova em pisos de terra disputada na Ilha de São Miguel contou com a equipa da SFR Motorsport
, que teve três duplas a alinhar na prova, Gil Antunes/Carlos Ramiro, Luís Mota/David Sousa e Alexandre Ramos/ Sandra Ramos, todos eles em Peugeot 206 Gti.

Depois de um bom início de rali, a terceira e última etapa veio a ser madrasta para as três equipas, que acabaram por ser obrigadas a desistir com a meta à vista.

Uma situação inglória para toda a equipa, já que o mais difícil tinha já passado e as duplas estavam a pouco mais de 10 quilómetros para concluir esta dura prova.

Gil Antunes e Carlos Ramiro, estavam a fazer uma prova regular pensando já em subir ao pódio e fazer um excelente resultado em termos das duas rodas motrizes, que seria entre o 3º e 4º lugar, mas no início do troço, a correia do alternador saltou fora e apesar de a dupla tentar resolver o problema com os meios que tinham no momento, acabaram mesmo por desistir na ultima especial do dia, pois não havia mesmo como resolver o problema. Como nos afirmou o piloto “É sempre triste depois de 800 quilómetros de prova desistir a meio da última especial e não poder subir ao pódio final, e ainda mais quando íamos fazer um grande resultado em termos de duas rodas motrizes. Mas mesmo assim, o balanço é muito positivo. Foi muito bom ter disputado este rali, tem uma envolvência fora do vulgar e levamos daqui uma grande rodagem. O carro esteve sempre excelente, mesmo com condições muito difíceis aguentou sempre o bom ritmo em que rodamos. Conseguimos nos divertir ao máximo e isso foi o mais importante”.

Também a dupla Luís Mota e David Sousa tiveram o mesmo final. De forma inacreditável, viram também na última especial do rali uma transmissão partir e ficar a meia dúzia de quilómetros do pódio final, numa altura onde eram já terceiros das duas rodas motrizes. “Neste ultimo dia fomos bastante concentrados de forma a evitar as armadilhas dos troços e fazer o tudo por tudo para chegar ao pódio final. Sem nada o prever na última especial partimos a transmissão e terminou por ali a nossa prova. Apesar da desistência, foi uma boa experiência ter disputado este rali, sobretudo pelo tipo de troços que tem. A vontade é sem dúvida de regressar já na próxima edição, mas já num 4x4!”

Por seu turno também Alexandre Ramos e Sandra Ramos acabaram por não terminar o rali. O piloto do Peugeot 206 alinhou em Super Rally nesta terceira etapa, mas no decorrer dos troços matinais o motor começou a dar alguns sinais de que algo não estava bem e acabou por ceder na antepenúltima especial. Para a dupla de Sintra acabou mesmo assim por ter um balanço positivo. “Foi uma grande experiência. Nunca tinha guiado o carro, onde o shakedown e os primeiros quilómetros de prova serviram essencialmente para ter uma primeira noção do carro. Quilometro após quilómetro fomos ganhando confiança com o carro e melhorando os nossos tempos. Infelizmente acabamos por não conseguir subir ao pódio final, mas o mais importante foi ter participado e nos divertido, sendo uma experiência a repetir.”

Pilotos SFR Motorsport – Sata Rallye Açores:

Gil Antunes/Diogo Correia - Peugeot 206 Gti
Luís Mota/David Sousa - Peugeot 206 Gti
Alexandre Ramos/Sandra Ramos – Peugeot 206 Gti

RallyMania com A.I.