Diogo Gago repete vitória

Ao longo das nove espeicias de classificação do Rali de Castelo Branco, que o Desafio Modelstand não conheceu outro comandante que não fosse a dupla Diogo Gago / Jorge Carvalho.

Para os que ainda tinham dúvidas de que a vitória de Diogo Gago em Barcelos tinha sido fruto das circunstâncias, por certo que agora ficaram com a convicção do valor do jovem algarvio, com a demonstração dada durante o Rali de Castelo Branco.

Entrando muito bem no rali, Diogo Gago nunca largou a liderança nesta prova, e apenas cedeu tempo num dos nove troços que foram disputados pela caravana do Desafio Modelstand.

A sombra de Gago foi decisivamente Gil Antunes, que iniciou o rali sem intercomunicadores, criando muita pressão na luta pela liderança até à 7ª especial de classificação, altura em que jogou pelo seguro, arrecadando um bom segundo lugar muito útil em termos de contas no Desafio Modelstand.

Com um motor em perda de rendimento no Peugeot 206 GTi, João Ruivo esteve um pouco longe de entrar na discussão da vitória, acabando o rali a segurar um bom 3º lugar. Contudo, o piloto viria ser desclassificado por ter feito uma assistência fora das zona regulamentar.

Pedro Fins conseguiu finalmente fazer um rali completo ao volante do 206. O piloto teve uma saída de estrada e alguns pequenos contratempos que limitaram um pouco a sua performance, acabando por terminar no 3º lugar, depois da desclassificação de João Ruivo.

Salvador Gonzaga chegou a rodar pelos lugares do pódio, acabando por descer ao 5º lugar (que viria a ser um 4º lugar) depois de pontualmente não ter conseguido responder aos ataques dos adversários.

João Castela acabou mais uma prova, tal como Roberto Canha (que ficou muito atrasado), terminaram o lote de pilotos classificados, num rali em que Sérgio Vaz teve uma saída de estrada, Nuno Coelho desistiu no derradeiro parque fechado (não subiu ao pódio) e Manuel Martins não compareceu nesta prova.

“A prestação de Diogo Gago está a ser surpreendente nesta fase de arranque do Desafio Modelstand. Um rokkie que obteve a segunda vitória em duas provas, por certo que irá causar na concorrência uma maior competitividade para as próximas provas”, afirma José Costa, promotor do Desafio Modelstand, dizendo ainda que “estamos muito contentes com mais um excelente desempenho dos pilotos desta competição. As novas suspensões vieram ainda aumentar a competitividade do 206 GTi, o que tem permitido aos pilotos do Modelstand brilhar nas provas do Open”.

CLASSIFICAÇÃO FINAL (provisória)
1º Diogo Gago / Jorge Carvalho 41m43,9s
2º Gil Antunes / Carlos Ramiro a 24,3s
3º Pedro Fins / Sérgio Rocha a 1m09,8s
4º Salvador Gonzaga / Paulo Lopes a 1m19,9s
5º João Castela / Ricardo Faria a 2m14,1s
6º Roberto Canha / Marcos Gonçalves a 6m00,5s

RallyMania com A.I.