Marco Ferreira estreou-se em asfalto

Marco Ferreira fez a sua estreia em pisos de asfalto no Regional Sul de Ralis, com um problema mecânico a impedir o piloto de obter novo resultado de destaque no campeonato. 

A prova organizada pelo Clube Automóvel de Portimão começou com uma super especial no sábado à noite, mas aí Marco Ferreira e Ricardo Barreto não foram felizes, acabando por ver uma manga de eixo ceder, fazendo-os perder mais de três minutos. 

Apesar dos problemas na super especial, Marco Ferreira não deixa de “fazer um balanço positivo. Foi o meu primeiro rali de asfalto e tinha uma série de dúvidas por se tratar de uma prova diferente das que tinha feito até então. Depois de termos ficado a centímetros de uma parede, quando ficámos sem direção na super especial, e apesar de sermos o segundo carro a sair para a estrada, realizámos uma prova regular e sem pressão, o que me permitiu perceber o comportamento do carro neste tipo de piso, e aprender bastante, sem correr riscos”. 

O piloto de Santiago do Cacém acabou por nos dizer que “não houve uma dificuldade em particular que tivesse sentido durante os troços de domingo. Foi tudo praticamente novo, desde o nível de aderência dos pneus, pois nunca tinha rodado com pneus de competição no asfalto, às distâncias de travagem, visto que, quando devidamente aquecidos, o funcionamento dos travões é bem diferente. Mesmo com um carro pouco evoluído, percebi que posso andar mais rápido. Melhorámos na segunda passagem pela Fóia, e não fosse uma ligeira saída de estrada na última PEC, talvez devido à sujidade e à perda de eficácia do amortecedor esquerdo, teríamos feito um pouco melhor”. 

Marco Ferreira aproveitou para “agradecer à equipa de assistência o trabalho que desenvolveu, e que permitiu acabarmos a prova, e ainda aos patrocinadores e amigos que nos ajudam. Um último e não menos importante agradecimento ao Ricardo Barreto, que aceitou alinhar comigo nesta prova”. 

Marco Ferreira terminaria a prova no décimo posto final, resultado que acabou por saber a pouco, pois a equipa efectuou tempos para terminar muito perto do pódio absoluto.

RallyMania com A.I.