Vitor Sá domina em Machico

2 provas, 2 vitórias para Vitor Sá e Pedro Calado que estrearam no Rali de Machico a nova evolução no motor e suspensão do Peugeot 207 S2000 de forma a preparar da melhor forma possivel o Rali Vinho Madeira. No Grupo N foi Miguel Nunes que levou a melhor seguido de João Magalhães.

A parte da manha trouxe imensas complicações a todos os pilotos com a forte chuva e que o diga Vitor Sá que perdeu logo a primeira especial para Miguel Nunes mas logo depois chegou à liderança para nunca mais a largar terminando a prova com 1 minuto e 10 segundos de vantagem para Miguel Nunes. Apesar das dificeis condições na primeira secção do rali, assistimos a um andamento muito rápido de Nunes ganhando desde muito cedo preciosos segundos aos seus adversários gerindo essa vantagem na parte da tarde e somando mais umas vitória no Grupo N.

No lugar mais baixo do pódio ficou João Magalhães que na parte da tarde fez uma prova de grande nível mas não foi possível chegar ao Miguel Nunes pois Magalhães perdeu imenso tempo nas especiais da manha onde a chuva esteve presente. Seguiu-se Filipe Freitas que nesta prova não teve problemas no seu Mitsubishi Lancer Evo X e chegou a fazer bons “cronos” na parte da tarde. Mas apesar de tudo com as atravessadelas que o piloto proporcionou aos imensos espetadores que estavam na Super-Especial perdeu preciosos segundos na derradeira classificativas e com isso cedeu o 3º posto ao Magalhães.

No 5º lugar ficou Duarte Ramos que conclui mais uma prova com o Lancer EVO IX e dando sempre grande espetáculo ficando na frente de André Silva que em Machico ganhou o Rafael Costa e a Júnior. Sem dúvida o melhor resultado desta temporada para Silva e esta vitória certamente trará mais confiança ao piloto estando o campeonato aberto a uma interessante luta. A mais de 1 minuto ficou Filipe Pires noutro Citroen C2. Foi uma prova muito má para esta equipa que enfrentou vários problemas durante todo o rali limitando-se a levar o carro até ao fim apesar das grandes dificuldades em concluir a última especial.

Isabel Ramos terminou a prova no 8º posto da geral na frente de António Nunes que teve uma prova para esquecer. Primeiro, quando o piso estava molhado não quis arriscar perdendo ai logo vários segundos e na parte da tarde um furo no Lancer fez com que o piloto perdesse ainda mais segundos terminando no 9º posto. A fechar o TOP 10 ficou Bruno Fernandes que ainda se deparou com alguns problemas no Yaris mas conseguiu resolver e terminar mais uma prova.

Gabriel Fernandes alcançou no Rali Município de Machico a segunda vitória no Campeonato Open de ralis da Madeira. Mesmo com condições adversas e um peão logo na primeira especial do dia, o piloto imprimiu um ritmo bastante forte durante todo o rali e não deixou fugir a vitória.O segundo lugar do Open foi novamente para Nuno Nóbrega, que demonstrou um bom andamento sem cometer grandes erros.Emanuel Martins após duas desistências, entrou para este rali com o intuito de alcançar um bom resultado, chegando ao fim do rali na terceira posição. José Romero com um Opel Corsa A foi quarto classificado, Dinarte Figueira num Opel Corsa A foi quinto, Paulo Castro com um Toyota Starlet foi sexto, Agostinho Bettencourt em Opel Corsa B foi sétimo e Pedro Macedo em Toyota Starlet foi oitavo.


Madeira-Ralis