O resultado possível para Armindo Araújo no Rali da Finlândia

Armindo Araújo e Miguel Ramalho saldaram com o décimo quinto posto da geral a sua segunda participação no Rali da Finlândia, uma das provas mais difíceis da temporada para a dupla portuguesa que, sem qualquer teste de preparação fez um enorme trabalho e alcançou o resultado possível.

Com seis especiais no derradeiro dia de prova, a dupla do MINI John Cooper Works WRC conseguiu melhor ligeiramente o ritmo e só mesmo um problema na décima sexta especial impediu um final mais positivo. “No dia de hoje sentimos que estávamos mais rápidos mas uma ligeira saída numa especial fez com que o pneu tivesse descolado da jante. Perdemos alguns segundos aqui que nos custou duas posições no final. Depois não cometemos qualquer erro e concluímos o trabalho e o objectivo de levar o carro até ao pódio. Este foi o melhor resultado possível dadas as condições com que partimos para o rali”, começou por dizer o piloto de Santo Tirso. 

Condicionado por não ter preparado a prova como gostaria e saindo para a estrada nas primeiras posições, Armindo Araújo sabia à partida que o desfecho do Rali da Finlândia muito dificilmente cumpriria o objectivo de terminar nos pontos. “Quando iniciamos a qualificação sem qualquer preparação tínhamos a noção que não poderíamos efectuar um tempo que nos permitisse sair para a estrada mais atrás. É visível esse handicap no cronómetro e tivemos esse exemplo com a diferença de andamento do Atkinson e do Novikov em relação aos dias anteriores. Hoje partiram na frente e foram mais lentos. Dadas as condições que tivemos estamos satisfeitos com o trabalho que realizamos durante as especiais e o resultado final é o melhor que conseguimos”. 

Com apenas duas semanas de paragem, o Campeonato do Mundo de Ralis regressa com a realização do Rali da Alemanha, a primeira prova em pisos de asfalto. “Vamos começar dentro de dias a preparar o próximo rali e estou certo que o MINI estará bastante mais competitivo no asfalto. Sabemos o que temos de fazer para conseguir lutar e chegar aos nossos objectivos e continuaremos a dar o nosso melhor como até aqui”, concluiu o piloto apoiado pele MINI, GALP e MCA. 

O Rali da Alemanha disputa-se entre os dias 24 e 26 de Agosto e terá, como tem sido habitual, a cidade de Trier como centro nevrálgico.