Segundo dia sem grandes alterações para Armindo Araújo

O segundo dia do Rali da Finlândia revelou-se novamente bastante difícil para Armindo Araújo e Miguel Ramalho que, ainda assim, subiram cinco lugares na classificação geral após as nove especiais disputadas esta sexta-feira.

A dupla portuguesa é agora a décima oitava da geral.

Tal como aconteceu nas classificativas disputadas ontem, Armindo Araújo voltou a sentir hoje grandes dificuldades em impor um ritmo suficientemente rápido para bater os adversários com que normalmente discute uma posição entre os dez primeiros da geral. Para o piloto de Santo Tirso, “qualquer hesitação ou erro é o bastante para se perder tempo neste rali. Não cometemos erros mas não conseguimos ser rápidos pois não sentimos total confiança para arriscar ao máximo. Estamos a pagar caro o facto de não termos testado antes da prova”.

Alterar as afinações do MINI John Cooper Works WRC nos parques de assistência entre as rondas das especiais tem sido um dos grandes desafios neste Rali da Finlândia. “Temos tentado encontrar soluções para melhorar o nosso ritmo e hoje conseguimos verificar, após algumas alterações na altura e suspensões do MINI, que nas segundas passagens fomos um pouco mais rápidos, ainda que não o suficiente para recuperar as posições que desejávamos. Vamos manter o nosso trabalho e total empenho para cumprir o objectivo de terminar”, disse ainda Armindo Araújo.

Para o derradeiro dia do Rali da Finlândia estão reservadas mais seis provas especiais, com destaque para a dupla passagem por Ouninpohia, a mais famosa classificativa da prova finlandesa. Até o pódio final, a dupla portuguesa terá pela frente 139.8 quilómetros disputados ao cronómetro.