«O balanço é positivo»


O Clube Automóvel do Centro levou para a estrada mais uma edição do Rallye Oliveira do Hospital, a sétima jornada do Campeonato Open de Ralis. 

Para a dupla Sérgio Vaz e Bino Santos a prova marcou o seu primeiro contato com o Peugeot 206 Gti nos pisos de terra, pelo que a prova foi encarada mais como um teste para conhecer o carro neste tipo de piso. 

Num rali que foi muito duro, a dupla apostou num andamento regular rodando com redobradas atenções nas zonas onde o piso estava verdadeiramente demolidor. Apesar de tudo a equipa foi ganhando confiança e foi troço a troço melhorando os tempos nas PEC’s registando “cronos” já dentro dos três primeiros, o que deixa já bons indícios para as próximas provas. 

Como nos refere o piloto de Torres Vedras, “O Rali correu muito bem. Não fizemos qualquer teste com o carro nos pisos de terra, pelo que na super especial foi mesmo o primeiro contacto que tive com o carro neste tipo de piso. As últimas provas foram em 2011 com o Seat Marbella, além do que este é um carro totalmente diferente, pois permite-nos andar noutros andamentos. Fomos conhecendo o carro, pec a pec fomos ganhando mais confiança e acabamos por garantir já bons tempos entre os concorrentes do troféu. Não tivemos qualquer percalço, apenas o vidro que embaciou no último troço quando começou a chover. De resto o carro esteve muito bom e penso que acabamos com os problemas que nos afetaram nas ultimas provas. Estamos muito satisfeitos com o resultado, pois o mais importante era terminar e encarar este rali como um teste. Agora vamos já preparar da melhor forma a próxima prova, onde vamos fazer alguns testes para no Rallye de Loulé estar ainda a um melhor nível”. 

A dupla terminou o rali na 11ª posição, sendo os 5º entre os concorrentes do Desafio ModelStand.