Problema eléctrico “rouba” segundo lugar a Marco Ferreira

Marco Ferreira e Jorge Carvalho estiveram em evidência no Rali de Vila do Bispo, prova inaugural do Campeonato Regional de Ralis Sul, com a dupla do Citroen Saxo a revelar um andamento vivo, vindo no entanto a desistir com problemas eléctricos quando eram os segundos entre as viaturas de duas rodas motrizes. 

“Partimos confiantes em fazer um bom resultado nos 2RM e as coisas até começaram a correr dentro das nossas expectativas, pois na Super Especial noturna fomos os oitavos à geral e quartos entre os duas rodas motrizes”, começou por dizer o piloto de Santiago do Cacém. 

Marco Ferreira comentou ainda que “ Aproveitámos o facto de sermos os terceiros na estrada no domingo de manhã para arrancar um bom primeiro troço no segundo dia de competição, onde evidenciámos um andamento rápido e sem erros, o que nos valeu o segundo tempo entre os duas rodas motrizes. No troço seguinte as coisas também nos correram bem, apesar de termos sentido problemas com um amortecedor do lado direito, pois o mesmo começou a bater muito. Ainda assim conseguimos chegar à assistência, e ao fim dos primeiros três troços ocupávamos um excelente segundo posto nos duas rodas motrizes, que é o nosso campeonato”. 

Cumprida a primeira metade da prova, Marco Ferreira e Jorge Carvalho ocupavam um excelente segundo posto nas duas rodas motrizes, apenas batidos pelo bem mais competitivo Citroen Saxo Kit-Car de Ricardo Teodósio. Para além desse segundo posto nos das rodas motrizes, a dupla tinha já minuto e meio de vantagem para os terceiros na categoria e foi com essa vantagem que avançaram para a última secção da prova. 

“Depois da assistência voltámos aos troços e aí apanhámos condições muito mais difíceis, pois com a chuva, as especiais ficaram completamente enlameadas, com piso bastante escorregadio, o que não era de todo bom para o nosso carro, pois a falta de tração era enorme. Ainda assim fizemos a nossa corrida, até que a dois quilómetros do final do quarto troço, o carro começou a ter problemas de motor, com este a começar a falhar. O Saxo acabou por se desligar várias vezes e a um quilómetro do final acabou mesmo por parar. Parecia ser um problema elétrico, pois o carro arrancava e parava logo de seguida…Acabou por ser um começo de temporada algo frustrante, pois com a posição na estrada, ficámos bem colocados face à concorrência, que apanhou condições bem complicadas desde o início, mas infelizmente não conseguimos materializar essa situação, pois a muita água que estava nos troços provocou a avaria e levou-nos a abandonar”, continuou Marco Ferreira, que nos contou ainda que “terminar assim foi uma deceção, pois nesta prova contei com o Jorge Carvalho como navegador, que foi uma ajuda preciosa pela sua experiência, e fez com que andássemos mais rápido. Gostei bastante de fazer esta prova com ele e podíamos ter feito um bom resultado, à semelhança do ano passado, pois estávamos no sétimo posto à geral e em segundo nas duas rodas.” 

Depois de Vila do Bispo, Marco Ferreira vai estar agora no Rally de Portugal – Open, prova em que parte com o “objectivo de continuar a evoluir e fazer quilómetros, pois não temos muitas oportunidades de andar no carro sem ser nas provas do Regional. Para além disso, esta é uma prova com uma envolvente completamente diferente pois faz parte do Campeonato mundial de ralis, na qual participei no ano passado, e que resultou numa experiência muito boa. Espero agora não ter problemas de forma a poder divertir-me e gozar cada momento deste rali”.

RallyMania com A.I.