Açores, 3º dia: Kopecky assegura 3ª vitória no ERC


Jan Kopecky arrecadou a primeira vitória em pisos de terra em provas internacionais, no Sata Rali dos Açores. Craig Breen fez uma boa prova, conseguindo terminar em segundo. Ricardo Moura mostrou mais uma vez bom andamento, tendo terminado o rali em terceiro.

Na sua 4ª participação no Rali dos Açores, Jan Kopecky conseguiu, finalmente, vencer. O piloto checo, venceu quase todos os troços do dia e terminou a prova com 32 segundos de vantagem sobre Breen. Esta foi a 3ª vitória de Kopecky este ano, no ERC.

Craig Breen conseguiu um 2º lugar, na sua primeira "visita" aos Açores. O piloto irlandês, com a ajuda de Paul Nagle que já conhece as estradas de S. Miguel, concluiu o rali com 26 segundos de vantagem sobre Moura.

Ricardo Moura, tirando proveito do seu conhecimento das estradas açorinas, conseguiu, na sua estreia com o Skoda Fabia S2000, uma vitória numa classificativa e ainda um óptimo terceiro lugar na geral.

Bruno Magalhães teve um dia muito mau. Não encontrou o set up ideal para o 207, queixando-se de falta de aderência. Como consequência disso, perdeu muito tempo e ficou sem qualquer hipótese de lutar pelo 3º posto com Moura. Magalhães terminou a prova a 1 minuto e 38 segundos do piloto açoriano.

Jérémi Ancian fez a prova possível, terminando no 5º posto, a 50 segundos de Magalhães.

Robert Kubica caiu muitas posições depois de ter capotado, e ainda mais tarde ter recebido uma penalização. O ex-piloto de Fórmula 1 subiu até à 6ª posição, terminando a prova açoriana a quase 6 minutos de Ancian.

Alessandro Bruschetta, ao volante de um Subaru Impreza, venceu na Produção, e terminou o rali no 7º posto, a mais de 5 minutos de Kubica.

O açoriano Luis Rego, foi o segundo classificado na Produção, e 8º na classificação geral, a quase 1 minuto e 40 segundos de Bruschetta.

Antonin Tlusták, ao volante de um Skoda Fabia S2000, terminou o Rali dos Açores na 9ª posição, a 1 minuto de Luis Rego.

Marco Tempestini terminou o Sata no 10º lugar, não muito longe de Tlusták.

Diogo Gago desistiu quando liderava a categoria das duas rodas motrizes, entregando a vitória a Zoltan Bessenyey.

Bernardo Sousa desistiu após ter ficado atolado na SS13 depois duma saída de estrada.

Top10 após SS19:
1. Kopecky
2. Breen +32.2 
3. Moura +58.8 
4. Magalhães +2:37.6 
5. Ancian +3:27.4 
6. Kubica +9:19.1 
7. Bruschetta +14:57.4 
8. Rego +16:36.0 
9. Tlusták +17:42.1 
10. Tempestini +18:10.6

Foto: FIA ERC