Portugal, Dia 2: Ogier cada vez mais líder no Rali de Portugal

Sébastien Ogier reforçou a liderança no segundo dia do Rali de Portugal. O francês no Polo R WRC venceu quatro das seis especiais. Jari-Matti Latvala é segundo a 34.8s de Ogier. Hirvonen no Citroen DS3 WRC é terceiro a 1:08.5s do líder. Dani Sordo saiu de estrada, logo na primeira especial do dia.


A primeira especial do dia foi emocionante. Jari-Matti Latvala venceu na primeira passagem pelos 31,12 km de Santana Serra no Polo R WRC, batendo o seu colega de equipa, Sébastien Ogier por 1.1s. Mikko Hirvonen no Citroen DS3 WRC realizou o terceiro tempo mais rápido a 5.1s de Latvala.
A classificativa foi muito acidentada, Thierry Neuville bateu numa pedra no seu Ford Fiesta RS WRC, e partiu a suspensão o que originou a desistência por hoje do Rali de Portugal. Dani Sordo saiu de estrada danificando a roda traseira direita e também foi forçado a desisitir. 

Per-Gunnar Andersson no Ford Fiesta S2000 também foi forçado a desistir, antes mesmo de arrancar na especial, com problemas de motor. Elfyn Evans também teve problemas na primeira especial do dia com problemas na transmissão do Ford Fiesta RRC, e também desisitiu quando era segundo da geral no WRC2.

Jari-Matti Latvala voltaria a vencer na especial seguinte, sendo o mais rápido nos 25.37 km cronometrados de Vascão 1, no Polo R WRC da Volkswagen Motorsport. Sébastien Ogier foi novamente segundo a 0.2s do finlandês. Mikko Hirvonen no Citroen DS3 WRC voltava a ser terceiro a 3.0s de Latvala.

Sébastien Ogier viria a responder ao seu colega de equipa na especial seguinte, e era o mais rápido nos 22.78 km cronometrados de Loulé 1. O piloto da Volkswagen Motorsport foi 4.0s mais rápido que Jari-Matti Latvala. Mikko Hirvonen registava aquele que lhe parecia ser o tempo possível, o terceiro tempo, a 14.2s do mais rápido.

A primeira especial da tarde após a ida das equipas à assistência foi ganha por Sébastien Ogier. O piloto do Polo R WRC percorreu a segunda passagem pela maior classificativa do dia no Rali de Portugal em Santana da Serra com um tempo de 22:02.7s. Jari-Matti Latvala foi segundo a 4.6s do seu colega de equipa.
Mikko Hirvonen no Citroen DS3 WRC realizou novamente o terceiro tempo mais rápido a 15.1s de Ogier e não conseguia andar ao mesmo ritmo dos Polo R WRC.

Sébastien Ogier viria a vencer as duas especiais seguintes não dando qualquer hipótese à concorrência aumentando assim a sua vantagem na classificação geral para 34.8s de vantagem sobre o seu colega de equipa da Volkswagen Motorsport, Jari-Matti Latvala. Mikko Hirvonen no Citroen DS3 WRC não tem ritmo para combater a supremacia dos Volkswagen e é terceiro da geral a 1:08.5s de Ogier.

No WRC 2, o piloto finlandês Esapekka Lappi é o líder da categoria. O piloto do Skoda Fabia S2000 não tem oposição no Rali de Portugal e venceu até agora todas as especiais cronometradas, e vai conseguindo para já um brilhante oitavo lugar da geral. Sepp Wiegand também em Skoda Fabia S2000 é segundo a 4:09.8s de Lappi. O irlandês Robert Barrable em Ford Fiesta S2000 é terceiro, depois de ter furado na última especial do dia quando era segundo, encontrando-se agora a 8:44.4s de Esapekka Lappi.

Na categoria WRC 3, Bryan Bouffier, ao volante do Citroën DS3 R3T lidera a classificação geral. Sebastien Chardonnet também em DS3 R3T, é segundo a 7:49.6s de Bouffier. O terceiro da geral é Francesco Parli em Citroën DS3 R3T a 14:51.6s do líder.

No JWRC, categoria onde alinham os jovens pilotos nos Ford Fiesta R2, a vitória no Rali de Portugal sorriu a Pontus Tidemand. O piloto Sueco superiorizou toda a sua concorrência garantindo a pontuação máxima no campeonato. Jose Antonio Suarez foi segundo a 2:26.9s de Tidemand, deixando a terceira posição para o seu compatriota, o espanhol, Yeray Lemes a 3:10.7s do vencedor.

Nos portugueses, o famalicense Miguel Jorge Barbosa no Mitsubishi Evo IX é o melhor português ocupando a 19ª posição da geral. Bruno Magalhães que regressou em Rally 2 no dia de hoje está a fazer uma recuperação fantástica e já é o segundo melhor nacional a 48.6s de Barbosa na 20ª posição. Bruno Magalhães beneficiou ainda dos azares de Ricardo Moura no Mitsubishi Evo IX que no inicio de Santana da Serra 2 viu a carroçaria do seu Mitsubishi Evo IX não aguentar, partindo-se em 2 pontos chave de ancorarem da suspensão, e de Pedro Meireles e Mário Castro que foram forçados a abandonar o Rali de Portugal após uma quebra do braço de suspensão do Skoda Fabia S2000.

Classificação Geral WRC após SS11:
1.8S. OGIER2:36:55.10.00.0
2.7J. LATVALA2:37:29.9+34.8+34.8
3.2M. HIRVONEN2:38:03.6+33.7+1:08.5
4.5E. NOVIKOV2:41:19.0+3:15.4+4:23.9
5.6N. AL-ATTIYAH2:43:14.3+1:55.3+6:19.2
6.9A. MIKKELSEN2:44:17.4+1:03.1+7:22.3
7.15D. KUIPERS2:45:24.1+1:06.7+8:29.0
8.31E. LAPPIWRC22:47:44.4+2:20.3+10:49.3
9.10K. AL QASSIMI2:48:05.0+20.6+11:09.9
10.21M. PROKOP2:48:05.1+0.1+11:10.0
Confira a classificação geral de todos os pilotos aqui.