Tour de Corse, Dia 1: Mais uma herança para Kopecky

O primeiro dia do Tour de Corse só deu Craig Breen, até que o irlandês deu um toque numa barreira. Depois foi a vez de Robert Kubica, até que um problema mecânico fez parar o polaco. Mais uma vez, Jan Kopecky assume a liderança e pode alcançar a terceira vitória consecutiva no Europeu. Bouffier é agora a sombra do checo.


Tudo parecia bem encaminhado para Craig Breen, mas à entrada para a SS4 um atraso fez arrefecer os pneus do 207 S2000, razão apontada pelo irlandês para o toque, depois de perder o controlo da traseira do carro francês.

Robert Kubica não tinha até aí ritmo para o piloto da Peugeot, mas assumia entretanto a liderança. Contudo, no troço seguinte viria a parar com um problema na bomba de combustível do Citroen DS3 RRC.

Jan Kopecky voltou a herdar uma liderança, não sei antes deixar para trás Bouffier, o primeiro líder depois dos azares de Breen e Kubica. Mérito para o checo da Skoda que à sua rapidez alia uma grande consistência. Bryan Bouffier terminou o dia na segunda posição, o francês esteve sempre no pódio e agora está a apenas 3,6 segundos de Kopecky, que o passou na última especial.

Breen fecha o pódio, reduzindo a desvantagem para o primeiro lugar de cerca de meio minuto, para apenas 40 segundos. A tarefa do jovem piloto é agora extremamente difícil, na luta pela vitória.

Stéphane Sarrazin levou o Mini ao quarto lugar, com um minuto de atraso. Já François Delecour encontra-se no quinto posto, mas a distantes dois minutos.

Andreas Aigner é agora o comandante da Produção com o Subaru, depois de grande luta com Germain Boneffis em Renault Megane RS.

No ERC 2WD, liderança para Pierre-Antoine Guglielmi em Renault Clio R3. Renato Pita ocupa a 15º posição nesta competição.

Classificações neste link.