Bernardo Sousa soma e segue

Bernardo Sousa e Hugo Magalhães obtiveram a terceira vitória  no CPR ao vencerem o Rali Vidreiro, prova a cargo do Clube Automóvel da Marinha Grande.

Começando pelo inicio, uma escolha de pneus acertada e uma gestão de corrida impecável colocaram Adruzilo Lopes na frente da corrida. O piloto do Subaru Impreza R4 apenas perdeu a liderança da prova na 5ª PEC aquando de alguns problemas de rendimento sentidos no carro nipónico.

Com isto, Bernardo Sousa subiu à liderança, não mais saindo. Com esta vitória o piloto madeirense deu um passo importante na luta pela conquista do titulo no CPR.

Pedro Meireles foi o primeiro líder do Rali Vidreiro, mas logo na 2ºPEC baixou para segundo. O vimaranense manteve-se nesta posição até à entrada para a Super Especial, aqui, Ricardo Moura que havia encetado uma grande recuperação passou-o, ficando ambos separados apenas por 0.2s.

Resolvidos os problemas no Subaru, Adruzilo ainda foi a tempo de vencer a Super Especial, terminando a prova na quarta posição a apenas 0.3s de Meireles. Atrás deste posicionou-se Miguel J. Barbosa a já mais de 2 minutos de diferença. 

Ivo Nogueira, ainda a conhecer o Subaru Impreza, terminou na sexta posição deixando logo atrás de si João Barros. O piloto do Renault Clio S1600 voltou a vencer e a convencer entre os concorrentes do CPR2. 

O regressado André Marques, no Peugeot 206 S1600, terminou a prova do CAMG no oitavo posto, sendo o segundo melhor representante com uma viatura de duas rodas motorizes. 
O top ten encerrou com Ricardo Marques em Citroen C2 R2 Max e Paulo Neto em Citroen DS3 R3T, respectivamente.