Ruivo esclarece desclassificação

João Ruivo e João Peixoto foram desclassificados no Rali Cidade de Castelo Branco, quando em termos desportivos a equipa famalicense tinha sido a terceira classificada no Desafio Modelstand.

Perante este facto, ocorrido já depois de a prova ter terminado, João Ruivo esclareceu o sucedido: “Numa zona de reabastecimento entre as classificativas sete e oito, acabámos por fazer uma irregularidade. Esta zona era numa bomba de gasolina e quando chegámos abastecemos o carro de gasolina e depois metemos ar nos pneus o que não podíamos fazer nem nesta zona, nem outra qualquer com exceção do parque de assistência”, disse o piloto, sublinhando ainda: “Foi uma distração nossa, pois verificamos a pressão dos pneus e apercebemos que esta precisava de ser retificada. Com a solução mesmo à nossa frente resolvemos o problema. Não era grave, tínhamos um pneu com menos pressão, mas distraímo-nos e com a vontade que colocar tudo bem no carro fomos à área do ar e colocámos a pressão correta”.

Obviamente triste com este incidente, João Ruivo vai ainda mais longe no esclarecimento desta situação: “Quero esclarecer que só o facto de confirmar a pressão dos pneus dentro de uma área de reabastecimento já era irregular. Assim, só isto já ditaria a desclassificação. Fomos chamados ao colégio de comissários desportivos após o final do rali e nós, sem colocar qualquer questão sobre a averiguação dos fatos, assumimos a irregularidade e não pedimos qualquer prova, conscientes da nossa falha”.

Posto isto, a confiança e motivação não foram abaladas e há que olhar para o futuro: “Acabou por ser um resultado menos bom, mas vamos olhar para o futuro com confiança. A única coisa que eu quero agora, bem como o meu navegador, e toda a minha equipa, é que fique bem claro que esta desclassificação não teve a ver com nenhuma ajuda externa da minha equipa de mecânicos, mas sim um erro nosso onde não é permitido mexer no carro”. O piloto famalicense afirma ainda com toda a convicção que a ideia continua a ser: “Defender da melhor maneira a imagem dos nossos patrocinadores. Já esclarecemos com eles a situação do nosso erro e aprendemos com isso, pois no futuro sabemos como atuar numa situação semelhante. Perdemos o terceiro lugar, mas será um resultado para deitar fora e vamos continuar na luta para conquistar um lugar positivo no final da competição”, concluiu o piloto apoiado pelo Credito Agrícola, Rol da Casa, Heads Motorsport, OMP, Mcsdesign, Integrasupport e Chez Cafecafe.

RallyMania com A.I. via Pregofundo