Boa prestação para a ACB Racing

Com os três pilotos que beneficiam da assistência da ACB Racing a chegarem ao fim de uma prova tão dura como o SATA Rallye Açores, o balanço só poderia ser positivo para a equipa sedeada na ilha Terceira.

Luís Miguel Rego e Pedro Rodrigues terminaram às portas do top 10 depois de um arranque de prova muito problemático que incluiu um escape partido e problemas no sistema de launch control. Resolvidos os problemas pelos seus mecânicos, o jovem piloto, que este ano se estreou no SATA, foi registando bons tempos e subindo na geral.

Ricardo Carmo e Jorge Diniz, pelo seu lado efectuaram uma prova extremamente positiva que poderia ter dado melhores frutos caso não se tivesse verificado o problema no intercooler que os fez perder muitos minutos no segundo dia de prova. Ainda assim, o terceirense mostrou que está rápido. No último dia, por exemplo, Carmo foi o segundo melhor entre os portugueses, apenas superado pelo campeão nacional e dos Açores e por 7 carros com as especificações S2000.
Ricardo Carmo agradeceu ao Team Além Mar cujo apoio foi essencial para a sua presença em São Miguel e destacou ainda pela positiva o comportamento dos pneus Kumho, marca que a ACB Racing representa para os Açores: “fique satisfeito com os pneus que apresentam uma relação preço/qualidade que fica muito acima das minhas expectativas.” Presentes na zona de assistência da ACB Racing, os homens da Kumho deram todo o apoio que lhes foi possível e que Ricardo Carmo não se esqueceu de agradecer. O vice-campeão dos Açores afirmou ainda que espera poder testar os Kumho de asfalto ainda antes do Rali Sical, a próxima prova pontuável para o Campeonato dos Açores de Ralis.
Pelo seu lado, Henrique Moniz e Pedro Machado debateram-se, ao longo de toda a prova, com o setup do seu carro. “Não conseguíamos colocar a potência do carro no chão!”, conta Moniz. “No segundo dia tentámos algo radicalmente diferente mas mesmo assim o carro estava muito difícil de guiar. Apenas no último parque tentámos uma nova mistura de pneus e um novo acerto que se traduziu numa melhoria significativa dos tempos.” Ainda assim, o terceiro lugar entre os homens das duas rodas não hipoteca as aspirações do jovem micaelense no que diz respeito ao campeonato. Moniz destaca pela positiva o ritmo que foi possível adquirir ao longo dos três dias de prova e o facto do C2 R2 MAX nunca ter dado problemas mecânicos de maior.

Moniz não termina sem “agradecer ao meu mecânico Fernando Medeiros, a toda a estrutura da ACB Racing, aos meus parceiros de projecto, ao meu navegador e a todos os que nos apoiaram na estrada!”

Já António Castelo Branco, responsável máximo pela ACB Racing, não podia estar mais satisfeito no final de mais um SATA Rallye Açores: “Esta foi a primeira prova que fizemos com uma estrutura alargada e se a encarámos como um teste à nossa capacidade, então não posso deixar de dizer que o resultado é muito positivo e que superámos todas as dificuldades. Quero, portanto, endereçar os parabéns aos mecânicos e a todos quantos contribuíram para o sucesso da nossa presença no SATA.”

Para a ACB Racing, o próximo desafio é já na segundo fim de semana de Março quando a equipa se apresentar na assistência a outros dois pilotos, Nuno Cintra e Fábio Fontes, que participarão no Rali Cidade da Praia, prova pontuável para a Taça de Ralis Além Mar do Grupo Central.

RallyMania com A.I.